O nome

glicinia.jpg

  • Foto de Evaldo Barros 

Julgo ouvir a chuva no tépido pinhal

mas pode ser engano

ainda há pouco o vento limpara o céu anoitecido

por entre o sussurro do lamuriado tédio

alguém se aproxima em bicos de pés

por entre hortências e dálias     

    de ambas minha mãe gostava

(…)

À casa que teve darei um nome

das hortências ou das dálias

    de ambas minha mãe gostava.

Fernando Namora, Nome para uma casa                                                                                                                                      

Aos cachos de flores que cobriam a velha parede a norte e perfumavam as tardes de Primavera perto do poço, a minha mãe chamava lilases. Tal como lilás era o meu vestido novo de Páscoa que a minha mãe me fez, numa primavera longínqua. E as flores que semeavam a sua blusa de seda branca, há ainda poucos anos.  Agora a glicínia tem um suporte mais firme para nos saudar à chegada com as suas hastes vigorosas. E finalmente recuperou o seu nome, tantos anos perdido. E à casa, que nome darei?  

Anúncios

Etiquetas:

10 Respostas to “O nome”

  1. Evaldo Barros Says:

    Bons ventos virtuais traz-nos notícias de um espaço/abraço imenso que já tive oportunidade de vivenciar!!
    Que o sonho da Tina se espalhe e se multiplique em sensações várias para todos que por ali passarem!!
    Evaldo Barros.

  2. Zé Freire Says:

    O tempo fluiu na Casa da Tina naquele fim de semana em que lá desaguaram amizades e memórias. O ambiente inspira.

  3. casadatina Says:

    Na casa há o grande espaço do pátio, sítio onde todos se encontram à volta da mesa e das longas conversas. Mas é no aconchego da partilha das experiências e na descoberta de novas empatias que o verdadeiro encontro acontece.
    E assim criamos pontes entre velhos e novos amigos, que tanto prezamos.
    Obrigado por tornarem os dias na casa tão mais interessantes!
    Aos que ainda não vieram, porquê a demora?
    Beijos com o aroma da terra.
    Tina

  4. António Says:

    Cara amiga Tina,
    A casa é linda, tudo lá respira um ambiente de tranquilidade e paz. É um óasis no tempo apressado dos dias rápidos da vida de todos os dias. Gostei de conhecer este recanto. Bem-haja.
    Bjs da cor do mar

  5. Helena Maria Sousa Says:

    Olá!

    Foi tão bom encontrar a minha “ex-vizinha” naquele fim de manhã calmo e morninho nem calcula.
    Tina, CORAJEM tudo se vai resolver e votos de “BOA SAÚDE”.
    Acabo de me passear por um espaço soberbo ,que lhe vou recomendar :a… CASA DA TINA… um local onde se consegue sentir o cheiro dos lilases
    estando na Bufarda! Acredite! Tem tudo para nos sentirmos em Paz.
    Pelos finais de Set. vou ao seu encontro lá na sua sala de grandes saberes. 1 xi- coração . Helena

    • casadatina Says:

      Olá Helena,
      Que surpresa encontrá-la aqui!
      Obrigado pela visita virtual à casa. Espero vê-la cá em breve.
      Quanto aos nossos encontros entre gente pequenina, estamos sempre de portas e coração aberto.
      Apareça!
      Beijos com o aroma da terra e da fruta madura,
      tina

  6. Helena Maria Mendes Says:

    Olá Tina,
    Tentei o contacto e não foi possivel. Da proxima.
    Gostava muito de a saber confortavel. Está a correr tudo bem tenho a certeza.
    Muito atrazada ,mesmo assim, 1 xi coração de PARABÉNS! E esta hem!…
    Beijinhos de uma Bufardeira Helena

    • casadatina Says:

      Olá, Helena
      Muito obrigado pela lembrança!
      Às vezes é preciso parar mesmo, descansar. E esperar que tudo retome o equilíbrio necessário,fundamental.
      Estou a fazer tudo para isso. Estarei de volta em breve.
      Felicidades para si.
      Beijinhos com o aroma da terra,
      tina

  7. Carlos Says:

    Fantástica!
    A arquitectura centenária, recuperada de forma harmoniosa, o pátio interior com o pequeno tanque que os miudos transformam em piscina, o telheiro e a eira ou o sotão solicitam um constante envolvimento numa paisagem rústica onde apetece estar.
    A janela grande da cozinha incita à disponibilidade para aplicar os dotes culinários e desfrutar da beleza do interior.
    A Casa da Tina é um espaço acolhedor, é uma casa onde nos sentimos bem e ficamos com vontade de voltar vezes sem conta.
    Obrigado Tina.

    • casadatina Says:

      Obrigado, Carlos
      A cozinha está disponível e há gente disposta a apreciar os teus dotes culinários.
      Para quando outra estadia na casa? Volta muitas vezes, mas… tens razão, não as contes!
      Que os afectos não se contabilizam em números.
      Beijos com o aroma da terra,
      tina

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: