Archive for Dezembro, 2007

O Natal

Dezembro 25, 2007

boas-festas.jpg

Hoje vou limitar-me a desejar que neste Natal  a Paz, a Alegria e a Saúde encham as nossas casas, inundem os nossos amigos pelo país e pelo mundo e perdurem por todo o ano de 2008. 

Em dias da euforia de consumo rápido não é políticamente correcto falar das coisas simples.  

Mas na casa da eira a Noite de Natal é tranquila enquanto se espera pela hora de abrir os presentes, quando tudo está pronto para o almoço tradicional da família  mais alargada. A lareira crepita, enquanto ouço War is over e o Shrek anima os mais novos. 

Colheram-se as laranjas no quintal bem frescas para as filhós de abóbora, do limoeiro os limões para o arroz doce e o leite creme, do jardim as ervas  aromáticas com que se temperam as iguarias que o forno amanhã cedinho irá assar.   

Filhós  de Abóbora  

Faça-se um passeio pelo laranjal, entre os balidos das ovelhas e escolham-se as laranjas mais coradas para as arrumar na cesta. 

No regresso, escolha-se uma abóbora das que esperam junto do forno.  

A caminho da cozinha grande, passe na despensa e leve o açúcar e a canela. 

Limpe-se, descasque-se e corte-se em pedaços a abóbora, que se põe a cozer com casca de laranja q.b.  

Triture-se a abóbora (depois de tirar as casacas da laranja ),  

junte-se com a peneira a farinha de trigo, moida no moinho do Pisão  

e os ovos inteiros que a vizinha nos traz da capoeira, entre dois braçados de lenha para o forno.  

Junte um gole de aguardente e um pouco de fermento, com a esperança em dias melhores no Novo Ano. 

Mexa tudo, envolvendo bem. 

Deixe a levedar enquanto acende a lareira ou apanha um pouco de sol no pátio, serenamente. 

Frite em óleo bem quente, colocando a massa com uma colher de sopa, rodando-as com paciência de anjo, até dourarem por igual. Retire.  

Polvilhe com açucar e canela  generosamente, como decerto os que o rodeiam serão consigo ao longo do ano. 

Coma gulosamente e acompanhe com um café de cevada, ou outro a gosto, enquanto conversa com os seus amigos. 

Dispense a Bimby e o stress do dia a dia, e saboreie a calma da verdadeira culinária 

com o aroma da terra.

Anúncios