Amélia

Amélia

 

(…)

Era uma vez um país

Na ponta do fim do mundo 

Onde o mar não tinha eco  

Onde o céu não tinha fundo

Onde longe longe longe

Mais longe que a luz do dia

Mais longe que a flor da sombra

Ou a flor da ventania

Uma princesa nascia

Da corola do seu tempo

Enquanto a neve caía

Dos seus dois braços de vento.

 

José Carlos Ary dos Santos (1937 / 1984)

 

 

 

Neste tempo de santos populares o pátio da casa encheu-se do cheiro da sardinha assada e das marchas, numa festa bem portuguesa…   

                                                 

 

 

 

 

                                                                 

 

 

 

 

 

 

 Mas foi muito mais do que isso.  

Com aromas de tinto e de rum, não faltou também  o ritmo e calor da rumba, da salsa e do merengue, e até das sevilhanas, num diálogo de culturas, de aproximação, descoberta, aceitação e enriquecimento.

E muita, muita alegria!   

 

  

 

 

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 

 A história começou há 4 anos, com a chegada da Amélia a Portugal, dentro do programa AFS, vinda do calor da República Dominicana.    

Chegou, conquistou, cresceu e venceu!…    

Aos poucos o longe faz-se perto, criam-se laços entre a família de lá, e a de acolhimento de cá. E neste encontro de culturas tecem-se amizades. E o eco decerto perdurará.   

 

 

E todos veremos a nossa princesa voar cada vez mais alto…  

 
 
 
 

 

 

       

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

 

Anúncios

Etiquetas: ,

4 Respostas to “Amélia”

  1. ocrobalo Says:

    Festa de arromba, hãããã?!!!!

  2. casadatina Says:

    Olá, amigo marítimo

    Foi de facto uma festa bem animada, que nos deixou cansados…mas muito, muito felizes!

    Beijos com o aroma da terra,
    Tina

  3. amelia Says:

    muito obrigada pela festa tão gira que me prepararam!!! adorei tudo e todas as atenções!!! tanto eu como os meus pais agradeçemos imenso por todo o apoio durante todo este tempo!

    beijos,
    amelia

  4. casadatina Says:

    Querida Amélia

    Tudo porque…tu mereces!…
    Foi com imenso carinho que participei nessa surpresa da Camy e, afinal, de toda a família de Portugal. O prazer de fazer a tua festa nesta casa foi também meu, porque ela fala da cultura da nossa terra. Tive muito gosto em partilhar este espaço também com os teus pais. Segundo o lema AFS, foi um “bocadinho do mundo que acolhi na minha casa”.
    E para sempre no meu coração.

    Até breve!
    Beijos com o aroma da terra,
    Tina

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: