50 anos de Amigos

Acordamos com o calor e o sol com que nos brinda  este Outono, e com a azáfama tranquila de muitas mãos cooperantes prepara-se a casa para receber os amigos

      

que  de longe ou de perto vêm para almoçar…

                              

Ao longo da tarde afinam-se as cordas e as vozes, cantam-se canções do norte e do sul, de aquém e de além-mar… e esboçam-se até uns passos de dança!

   

Até os mais novos se juntam e com as suas vozes tímidas saltam dunas, enfrentam o cuco e  decerto acendem as estrelas no céu que brilharão mais tarde na noite escura.

Ao cair da tarde morna amigos recentes defrontam-se em manobras de tabuleiro

 e de forma amena preguiçam-se as conversas

A festa continua: brinda-se aos amigos …

E há várias surpresas, todas distintas:

A primeira, um desfilar de memórias a revelar imagens das vivências da infância

num resumo das mil e uma aventuras com os amigos de sempre.

 Depois, um momento de humor com uma poesia  trazida pelo Zé, O Cume:

http://www.sal.pt/a4_humor/humor_poesia_cume.htm

e um fado canção improvidada, mas muito esforçada e carinhosa do Raul

A Maria ousa partilhar connosco os desenhos do seu blog…

                                                     “4 horas de trabalho”

http://estoriasedesenhos.blogspot.com/2011_08_01_archive.html

O Evaldo  toma em  mãos a apresentação criativa de um fado…com marionetas!

 

 

 

     

Ao som do disco sound, os mais novos  apresentam uma coreografia cheia de ritmo e alegria que continua noite dentro, com música e danças no pátio, no telheiro e até  sobre a mesa, onde quase todos se atrevem a ousar  improvisos de dança, de forma bem divertida!!

      

” Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que “normalidade” é uma ilusão imbecil e estéril.”
Óscar Wilde
 Obrigado a todos os meus Amigos, presentes e ausentes,
por me ajudarem a chegar aqui, a ser o que sou, quem eu sou!…
Beijos a todos, com o aroma da terra
Anúncios

17 Respostas to “50 anos de Amigos”

  1. mary Says:

    parabéns!!!
    que linda comemoraçõa… são estes momentos que nos dão força para mais 50!
    tudo de bom
    bjokas
    mary

  2. Vitor Cordeiro Says:

    Parabéns Tina, pela vida, por tudo o que és e pela energia que transmites aos que te rodeiam. Todos damos graças por fazeres a diferença e queremos que assim continues, no mínimo por mais 50…
    Beijinhos
    Vitor
    PS: Tive hoje uma conversa inesperada no Facebook com o Mica, que está no Brasil e falámos de ti.

    • casadatina Says:

      Muito Obrigado, Vitor.
      Espero que no futuro nos continuemos a convidar mutuamente para as exposições, pois isso significa que ambos temos uma energia criativa que não queremos abandonar, e amigos como tu que nos estimulam a avançar e desenvolver novos projectos.
      Felicidades para e nova exposição “gelada”. Nova versão dos rostos de Lorosae? 🙂
      Muitos e muitos dias e anos felizes para ti também,
      Beijos com o aroma da terra

  3. Mimi Says:

    Que bom que foi ver tanta paz, harmonia e carinho.
    Que bom que foi ler e deixar-me embalar pela música destas palavras.
    Que bom que foi ler palavras sentidas e com sentido.

    Parabéns e obrigado Tina pelo momento agradável que partilhaste comigo.

    • casadatina Says:

      Obrigado Mimi, és também parte, como tantos outros amigos, desta forma de ver e sentir, de tentar ser feliz cada dia que passa, de viver cada momento, cada projecto com a energia que os 50 me permitem 🙂
      Beijos com o aroma da terra e salpicos de supertubos marítimas…

  4. cristina oliveira Says:

    Parabéns!
    È de facto muito bom termos amigos… que nos acompanham com imenso carinho no decurso das nossa vidas…
    …. a vida não é nada sem estes belos momentos… eles marcam o nosso coração e ajudam-nos a caminhar.
    Obrigado por partilhares…
    tudo de bom!
    Cristina

  5. orlandorobalo@gmail.com Says:

    Leve,
    chama leve,
    tão leve que se não sente,
    somente,
    a semente se eleva, e leva
    com pena de não ficar.
    OCR

    Beijo enorme…….
    como se fosse meu.

  6. Rita Malhó Says:

    Olá Tina muitos parabéns pelo meio século!!!
    É uma data importante, eu acho, mas ainda não cheguei lá.
    Embora para mim seja cada dia, um a seguir ao outro, sem os contar, apenas para os saborear…
    Jocas
    Até sempre
    Rita Malhó

  7. Maria José Santos Says:

    Parabéns Tina
    Espreitei o teu site e amei o que vi. Esse teu cantinho emana sol que é quente e é luz. Vento que é sopro e aroma. Amizade partilhada por todos os que do teu mundo partilham. Não existe chama maior que a que é genuína e nasce na alma de um criativo e criador que se redescobre vezes e vezes sem conta. As sombras são passageiras e permitem comparar e apreciar o que de bom se experiência.
    Bem hajas Tina. Mil corações.

    Zé Santos de Alcobaça

    • casadatina Says:

      Muito Obrigado, Zé
      Pelo carinho das tuas palavras, pela partilha na amizade. Fica por perto para podermos partilhar mais experiências.
      Dias muito felizes para ti também, beijos com o aroma da terra…molhada!

  8. Says:

    Releio hoje
    recordo serenamente
    com e(co)moção o nosso (re)encontro
    envolvido pela tua energia
    pelo encanto dos recantos da Casa da Eira.
    Vive com normalidade qb
    beijo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: